Como as redes sociais impactam as férias dos Millennials e da Gen Z?

0
20
como-as-redes-sociais-impactam-as-férias-dos-millennials-e-da-gen-z
Descubra como as redes sociais impactam as férias das gerações.

As redes sociais desempenham um papel crucial na forma como os Millennials e a Geração Z planejam, vivenciam e compartilham suas experiências de viagem. Essas plataformas digitais moldam não apenas as escolhas de destinos, mas também influenciam a maneira como essas gerações se relacionam com o turismo. Vamos explorar como as redes sociais afetam as férias e viagens desses grupos:

Quem são os Millennials?

Os Millennials, também conhecidos como Geração Y, têm uma relação significativa com as redes sociais. Aqui estão algumas características relevantes:

  • Nascidos na década de 80, os Millennials representam uma grande parte da população brasileira e são altamente conectados devido aos avanços tecnológicos.
  • Eles gastam acima da média em compras online e utilizam recursos digitais para tomar decisões de compra.
  • Cerca de 70% deles seguem marcas nas redes sociais.

Quem é a Geração Z?

Geração Z, composta por pessoas nascidas entre a década de 1990 e 2010, tem uma relação intensa com as redes sociais e a tecnologia digital. Aqui estão algumas características relevantes:

  1. Hiperconectividade:
    • A Geração Z passa até 12 horas por dia conectada às redes sociais, especialmente no Instagram e YouTube.
    • Seu comportamento social é moldado pela utilização constante da internet e dos smartphones.

Como as redes sociais impactam as férias das gerações

1. Inspiração e planejamento com as redes sociais

  • Millennials e Gen Z recorrem ao Instagram, TikTok e YouTube em busca de inspiração para suas próximas aventuras.
  • Obombardeio constante de conteúdo nessas plataformas pode gerar estresse, mas também desperta o desejo de explorar novos lugares.
  • Hashtags, fotos de viagens e vídeos virais alimentam a imaginação e incentivam a busca por destinos autênticos.

2. Priorização das atividades no destino

  • Antes, a escolha do destino era o foco principal. Agora, atividades no local são consideradas a parte mais importante da viagem.
  • Millennials e Gen Z buscam experiências únicas, como passeios guiados, excursões culturais e atividades emocionantes.
  • Empresas como a Civitatis oferecem um catálogo diversificado de opções para atender a essas expectativas.

3. Marketing de influência e autenticidade

  • Influenciadores digitais desempenham um papel crucial. Suas postagens e recomendações impactam diretamente as decisões de viagem.
  • A Geração Z valoriza a autenticidade. Eles confiam em influenciadores que compartilham experiências reais e não apenas publicidade.
  • Marcas que se alinham aos valores dessas gerações têm maior chance de sucesso nas redes sociais.

4. Antecedência nas reservas

  • A antecedência nas reservas de atividades turísticas aumentou significativamente.
  • Millennials e Gen Z pesquisam e reservam com base em conteúdo audiovisual curto, como vídeos no Instagram e TikTok.
  • A Civitatis observou um aumento de quase 25% nas reservas em comparação com o ano anterior.

5. Impacto na satisfação e ansiedade

  • O hype gerado pelas redes sociais pode levar à insatisfação se a experiência não corresponder às expectativas.
  • Por outro lado, a FOMO (Fear of Missing Out) pode criar ansiedade, mas também motiva a busca por novas aventuras.
  • A Civitatis se esforça para transformar os sonhos influenciados pelas redes sociais em realidade, proporcionando experiências memoráveis.

6. Compartilhamento de experiências com as redes sociais

  • Millennials e Gen Z adoram compartilhar suas viagens nas redes sociais.
  • O Instagram é a plataforma preferida para postar fotos de paisagens, pratos deliciosos e momentos especiais.
  • O ato de compartilhar cria uma conexão com outros viajantes e inspira futuras aventuras.

7. Feedback em tempo real com as redes sociais

  • As redes permitem que os viajantes forneçam feedback em tempo real.
  • Eles compartilham avaliações de hotéis, restaurantes e atrações, influenciando outros viajantes.
  • Marcas e destinos que respondem de forma ágil a esses comentários ganham reputação positiva.

8. Tendências e desafios

  • As redes sociais revelam tendências emergentes no turismo.
  • Destinos menos conhecidos ganham visibilidade por meio de influenciadores e hashtags.
  • No entanto, a superexposição pode levar à massificação e à perda de autenticidade.

9. Planejamento colaborativo com as redes sociais

  • Millennials e Gen Z usam as redes para planejar colaborativamente.
  • Grupos de viagem compartilham itinerários, dicas e recomendações.
  • Isso cria uma comunidade virtual que enriquece a experiência de viagem.

10. Impacto na indústria do turismo

  • As redes sociais transformaram a maneira como as empresas de turismo operam.
  • Elas investem em estratégias digitais, como anúncios segmentados e parcerias com influenciadores.
  • A personalização é fundamental para atender às expectativas dessas gerações.
redes-sociais-e-o-impacto-no-orçamento-da_férias
Entenda o papel das mídias sociais no orçamento das férias

As redes sociais e o impacto no orçamento desses planos

As redes têm um impacto significativo no orçamento de viagens das gerações Millennials e Geração Z. Nesse sentido, vamos explorar como elas influenciam diretamente as escolhas financeiras dos viajantes:

  1. Inspiração e planejamento:
    • 71% dos usuários utilizam plataformas como Instagram, TikTok e YouTube assim como mecanismos de pesquisa para encontrar inspiração de passeios e destinos.
    • Essa busca constante por conteúdo pode gerar desejo e vontade de viajar.
  2. Priorização das atividades no destino:
    • Millennials e Gen Z valorizam cada vez mais as atividades no local durante suas viagens.
    • Isso significa que parte do orçamento é direcionada para experiências autênticas, como passeios guiados e excursões.
  3. Antecedência nas reservas:
    • A antecedência de compra de atividades turísticas aumentou quase 25% em comparação com o ano anterior.
    • Essa mudança está relacionada à busca por conteúdo audiovisual curto e recomendações de influenciadores nas redes sociais.

Outros impactos

  1. Pressão para comprar:
    • 51% da Geração Z e 43% dos Millennials sentem-se pressionados a comprar o que não podem pagar ao navegar pelas redes sociais, como TikTok e Instagram.
    • A exposição constante a produtos e ofertas pode afetar o planejamento financeiro.
  2. Influência das redes sociais:
    • Instagram e outras plataformas têm grande impacto na escolha do destino.
    • A linha entre mostrar as férias e vivê-las é tênue, e os gastos podem ser influenciados por essa exposição.
  3.  Planejamento flexível e economia colaborativa
    • As redes sociais também promovem planejamento flexível.
    • Millennials e Gen Z usam aplicativos como o Airbnb para encontrar acomodações mais acessíveis e autênticas.
    • Compartilhar dicas de economia e estratégias de viagem é comum em grupos online.

Nesse sentido, as redes afetam o orçamento de viagens, desde a inspiração até a tomada de decisão, criando um cenário onde o desejo de explorar o mundo se mistura com as realidades financeiras.

Em resumo, as redes são uma faca de dois gumes no que diz respeito ao orçamento de viagens. Elas inspiram, informam e conectam, mas também podem levar a gastos excessivos. A chave está em encontrar um equilíbrio entre aproveitar as experiências e manter a saúde financeira.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here